Sem Comentarios

Bombeiros de Brumadinho tem alumínio detectado no sangue


Três bombeiros que trabalharam no resgate e nas buscas do rompimento da barragem em Brumadinho (MG), foram diagnosticados com excesso de alumínio no sangue. Um quarto agente teve cobre detectado no sangue.
De acordo com estudos recentes, o excesso de alumínio no organismo, apresenta correlação com doenças como Alzheimer e alguns tipos de câncer, podendo haver ainda alterações crônicas de problemas intestinais e inchaço abdominal.
As informações foram divulgadas em comunicado do governo de Minas Gerais na noite desta terça-feira (19).

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.