Sem Comentarios


Na manhã desta sexta-feira (19), dois cães da raça Pit Bull atacaram uma criancinha de 1 ano e 3 meses de vida, na localidade de Carrapichel zona rural de Senhor do Bonfim.

Informações que os cães já eram acostumados com a criança, porém hoje quando a menininha estava em um quarto e, uma familiar se encontrava em outro cômoda da casa, só pode perceber quando a criança já tinha sido atacada e apresentava cortes no corpo e principalmente na cabeça, às pressas socorreram-na até a UPA 24hs e de lá a bebezinha foi levada para o centro cirúrgico do HDAM, porém não resistiu e acabou falecendo..


Blog do Netto Maravilha
Mais informações →

Sem Comentarios

Resultado de imagem para FaceApp imagens

Agência Brasil
A Fundação Procon de São Paulo notificou hoje (18) o aplicativo FaceApp e as empresas Apple e Google, proprietárias das lojas virtuais que disponibilizam o aplicativo. De acordo com o Procon, as empresas deverão esclarecer a a políticas de coleta, armazenamento e uso dos dados dos consumidores que utilizam o aplicativo de celular.
“Informações divulgadas na imprensa afirmam que a licença para uso do aplicativo contém cláusula que autoriza a empresa a coletar e compartilhar imagens e dados do consumidor, sem explicar de que forma, por quanto tempo e como serão usados. E ainda, essas permissões não estão disponíveis em língua portuguesa”, destacou a entidade em nota.
O FaceApp, disponível nas lojas de aplicativos Play Store (para o sistema operacional Android, da Google) e Apple Store (para o sistema operacional iOS), virou febre nas redes sociais. O aplicativo faz edição e aplicação de filtros em imagens, como a simulação das faces em idades mais avançadas ou em outros gêneros. 
O programa é anunciado como uma ferramenta para melhorar fotos e criar simulações por meio de filtros. Especialistas apontam que o aplicativo pode trazer uma série de riscos à privacidade do usuário e viola a legislação brasileira ao afirmar que poderá ser regido por leis de outros países.

Mais informações →

Sem Comentarios

exame_do_enem_2015.jpg

Agência Brasil
A partir de hoje (19), todos os candidatos que estão na lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni) deverão ir às instituições de ensino superior privadas onde concorrem a uma vaga apresentar a documentação de comprovação das informações prestadas na inscrição.
O prazo para que os candidatos que compareçam às faculdades vai até 22 de julho. A lista com a documentação necessária está disponível na página do ProUni.
Desde ontem (18), a lista de espera está disponível para consulta pelas instituições. A lista contém a classificação dos estudantes por curso e turno, segundo as notas obtidas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.
A lista de espera será usada pelas próprias instituições para preencher as bolsas de estudos que não foram ocupadas nas duas chamadas regulares do programa.

Bolsas de estudo

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade, e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.
As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.
O ProUni é voltado para candidatos que não tenham diploma de curso superior e que participaram do Enem 2018.
Os estudantes devem ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsistas integrais. É preciso ainda ter obtido nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas nas provas do Enem.
Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.
Mais informações →

Sem Comentarios


João Gomes de Jesus, de 41 anos, que mora no povoado de Manguinhas, município de Mairi-BA, desapareceu no município de Petrolina, no interior do estado do Pernambuco. 
De acordo com informações da família, João estava trabalhando no referido município e desapareceu por volta da madrugada desta quinta-feira, 18 de julho de 2019.
Quem souber informações do paradeiro de João, conhecido como João de Gidásio, poderá ligar para o contato: (74) 9 9951-6836.

Reprodução: Blog do Geraldo José
Mais informações →

Sem Comentarios


Especialistas temem que o programa aumente a desigualdade entre as instituições - Foto: Luis Fortes I MEC
Educadores e especialistas em financiamento do ensino superior ouvidos pelo jornal O Estado de S. Paulo levantaram dúvidas sobre os detalhes do plano Future-se para atrair investimentos privados às universidades federais. Pesquisadores da área veem como positiva a intenção manifestada no plano, mas questionam se as regras vão garantir o volume de investimento esperado e a segurança jurídica. Temem ainda que o programa aumente a desigualdade entre as instituições. O plano foi apresentado nesta quarta-feira, 17, pelo Ministério da Educação (MEC).

"O ministério está com uma impressão talvez exagerada de quanto dinheiro vai conseguir com isso", alerta o sociólogo Simon Schartzman, membro da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior. "Eu seria mais cauteloso em relação a isso."
Schwartzman diz, no entanto, que o plano cria possibilidades às universidades de conseguir recursos adicionais além do orçamento, que poderiam ser utilizados em projetos, obras e atividades específicas. "Está se abrindo possibilidades legais e criando instrumentos que podem incentivar a atração de recursos. Mas não resolve o problema a curto prazo."
O professor Sérgio Firpo, do Insper, também levanta dúvidas sobre a capacidade de atração de doações pelo governo. Para ele, as universidades federais de maior renome "talvez já tenham alguma estrutura de arrecadação" e não precisem dos recursos de um fundo soberano, como anunciado pelo MEC. "Talvez as que mais precisem sejam justamente aquelas para as quais ninguém quer doar."
"É extremamente difícil captar doações em um país em que a cultura de doação é ainda incipiente. Em geral, um doador gostaria de ver a doação ter algum impacto social, algum tipo de impacto imediato que faça valer a doação", diz Firpo.
Fernando Peregrino, presidente do Conselho Nacional das Fundações de Apoio às Instituições de Ensino Superior (Confies), que atua exatamente na arrecadação de recursos privados, diz que o clima de descrédito ao qual o ministro expôs as universidades nos últimos meses, com críticas sobre não saberem gerir dinheiro público e promover "balbúrdia" também prejudica a captação de doações. Já o professor Nilson Machado, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), diz que os planos anunciados vão no sentido de facilitar a partilha da responsabilidade pelo financiamento da educação - o que já é feito pontualmente. "Não estou vendo isso como uma grande evolução, um fato novo. É um acerto no foco do que já está ocorrendo", afirmou.
OS
O professor Gustavo Fernandes, da FGV, diz que o governo terá de resolver questões jurídicas para conseguir implementar a gestão de organizações sociais (OS) nas universidades. "O programa está começando com um bom norte, mas não há proposta de uma ampla reforma estruturada", diz Fernandes. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
Mais informações →

Sem Comentarios


Um homem foi vítima de descarga elétrica em Juazeiro-BA. O caso aconteceu na manhã desta quinta-feira (18), no Vale do Salitre, zona rural da cidade.
A vítima foi identificada como Geraldo Anísio Marinho Nunes, de 35 anos. De acordo com informações, ele era eletrotécnico e o acidente ocorreu na estação de BOMBA 200.
Ainda de acordo com as informações, a vítima morava no bairro Idalino Bezerra Coelho, em Petrolina-PE.
Reprodução: Petrolina em Destaque

Mais informações →

Sem Comentarios


Dois homens em uma motocicleta efetuaram disparos de arma de fogo contra Cláudio José Inácio na manhã dessa sexta-feira (19), nas proximidades do semáforo que cruza as avenidas da Integração e Honorato Viana.
A vítima de 39 anos de idade estava dentro de um veículo acompanhado da esposa. A polícia isolou o local do crime.

Fonte Edenevaldo Alves
Mais informações →

Sem Comentarios



 

Um grupo da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) conheceu, nesta quarta-feira (17), os resultados das políticas públicas executadas pelo Governo do Estado da Bahia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a partir do balanço apresentado pelo titular da pasta e equipe da SDR. O encontro aconteceu na sede da SDR, no Centro Administrativo da Bahia, em Salvador.

 

De acordo com o titular da SDR, Josias Gomes, o encontro foi positivo, e demonstrou o quanto tem sido importante o financiamento de instituições internacionais para fortalecer a agricultura familiar da Bahia, a exemplo dos empréstimos feitos pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) e o Banco Mundial: “sinalizamos o quanto eles também podem nos ajudar, no sentido de dinamizar ainda mais o atendimento a um dos projetos importantes como o Água para Todos, que perdeu recursos no âmbito federal para os próximos quatro anos. Então, apresentamos a importância do apoio da agência para o desenvolvimento do Semiárido, mas sobretudo dos agricultores familiares daquela região”.

 

A reunião foi em desdobramento a um encontro realizado em Brasília, no início do mês de julho, entre o Superintendente da Agricultura Familiar (Suaf/SDR), Ademilson da Rocha, e o diretor da AFD, Philippe Orliange, na perspectiva de apoio a projetos para o rural baiano, que incluam o fortalecimento da base produtiva, transição agroecológica e comercialização.



Segundo Philippe Orliange, diretor da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), o encontro foi muito produtivo e há um interesse da agência de firmar, pela primeira vez, uma parceria com o Governo da Bahia: “Achamos a agricultura familiar importante e a agência prioriza a questão das lutas contra as mudanças climáticas e pela inclusão social. Nós achamos que a agricultura familiar é um setor que tem a ver com as duas coisas, porque gera emprego, renda, com uma atividade sustentável, cuida dos recursos naturais e mantém pessoas no campo. Então, nós achamos esse encontro muito interessante e que a questão da agricultura familiar tem potencial para ser um dos eixos da futura colaboração da AFD para o estado da Bahia”.

O Superintendente Ademilson da Rocha fez a apresentação das ações desenvolvidas pela SDR, nos últimos 4 anos, e ressaltou os programas e projetos desenvolvidos pelas das unidades da SDR em todo o Estado, o público prioritário e os resultados alcançados. Foi contextualizado ainda o tamanho do rural baiano e os seus desafios, apresentado algumas publicações da SDR, a exemplo do Catálogo dos Produtos da Agricultura Familiar.

Os representantes da agência manifestam interesse em apoiar/financiar projetos na área do desenvolvimento rural baiano, desde que tenham conexão com o Acordo de Paris e já sinalizaram a possibilidade de dar continuidade às negociações.

Ações da AFD
A AFD é uma instituição financeira pública e solidária, protagonista da política de desenvolvimento da França. Ela se engaja principalmente em projetos voltados à melhoria da qualidade de vida das populações, com a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e nos resultados do Acordo de Paris, atuando na transição para um mundo mais seguro, justo e sustentável, um mundo em comum.

Presente no Brasil desde 2007, a AFD vem acompanhando os territórios brasileiros para superar os desafios de um crescimento que concilie progresso social, proteção do meio ambiente e combate às mudanças climáticas. A agência privilegia uma abordagem de parceria, reunindo atores brasileiros e franceses, por meio de empréstimo, apoio técnico e de expertise e diálogos sobre políticas públicas.

A agência está presente em quatro continentes com uma rede de 75 agências, financiando e apoiando projetos que visam melhorar as condições de vida para as populações, promover o crescimento econômico e proteger o planeta. Só em 2015, a AFD desembolsou 8,3 bilhões de euros para financiar projetos nos países em desenvolvimento e em benefício de territórios ultramarinos.

Assessoria de Comunicação
Contato: (71) 3115-6766
Mais informações →

Sem Comentarios

Criticada pelo MP, decisão de Toffoli pode afetar investigação sobre Roberto Carlos
Foto: Bahia Notícias

por Nuno Krause

A decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli,  criticada pelo MP-BA, pode interferir na Operação Detalhes, que investiga o deputado Roberto Carlos (PDT) na Bahia. Toffoli decidiu suspender processos judiciais que envolvem quebra de sigilo de dados bancários sem autorização prévia do Poder Judiciário.

Deflagrada em 2012, a Detalhes atuou com mandados de busca e apreensão na AL-BA, em Juazeiro, Uauá e Petrolina. Um Relatório de Inteligência Financeira do Conselho de Controle de Atividade Fiscal (Coaf) apontou que o deputado supostamente mantinha oito funcionários fantasmas, que receberiam entre R$ 3 mil e R$ 8 mil. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), durante a investigação, foram registrados depósitos em dinheiro que totalizavam R$ 203,5 mil.

Em fevereiro deste ano, no entanto, o Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) rejeitou a denúncia contra Roberto Carlos, por 24 votos a 23 - ou seja, apenas um voto de diferença. Na época, o desembargador Gesivaldo Britto, presidente do TJ, votou com a divergência pela abertura do processo, pois a primeira prova produzida contra o deputado do PDT teria sido adquirida de forma ilícita, exatamente porque partiu de provas colhidas em um relatório do Conselho de Controle de Atividade Fiscal (Coaf)Na votação, por exemplo, o desembargador Jefferson Alves declarou que a quebra do sigilo fiscal é uma “medida drástica”. Posteriormente, o TJ-BA acabou recebendo a denúncia porque foi descoberto um erro na apuração dos votos.

De acordo com o MP-BA, a decisão de Toffoli "impacta todas as investigações iniciadas pelo Ministério Público com dados do COAF e, caso os demais ministros sigam o entendimento do presidente do STF e decidam que o compartilhamento de dados entre as instituições de fiscalização e controle é inconstitucional, todos os processos que utilizaram tais dados poderão ser anulados".

Procurado pelo Bahia Notícias, o advogado de Roberto Carlos alegou que o processo ainda não teve sua competência definida, ou seja, não se sabe o espaço em que a jurisdição será aplicada. Por esse motivo, ele diz que não pode avaliar se a decisão do presidente do Supremo vai interferir no caso. 
Mais informações →

Sem Comentarios

Após liberação de bens, Vale pagará R$700 mil a famílias de vítimas de Brumadinho
Foto: CBM-MG / Divulgação

Após a juíza Renata Lopes Vale autorizar a liberação de R$ 1,6 bilhão que estavam bloqueados nas contas da Vale desde o início do ano, a mineradora pagará R$ 700 mil de indenização para cada familiar de vítima do rompimento da barragem de Brumadinho, em Minas Gerais. Até o momento, foram identificados 246 mortos e 24 pessoas desaparecidas.

O pagamento está previsto devido a um acord homologado pela 5ª Vara do Trabalho de Betim (MG) entre a Vale e o Ministério Público do Trabalho. Pelo acordo, cada pai, mãe, cônjuje, companheiro ou filho de vítimas receberá R$ 700 mil, sendo $ 500 mil por danos morais e R$ 200 mil por seguro adicional por acidente de trabalho. Irmãos de empregados falecidos receberão individualmente R$ 150 mil por dano moral.

O acordo também prevê o pagamento de pensão mensal vitalícia para os dependentes dos falecidos. O objetivo é restaurar o dano material das famílias. Essa pensão será paga até a data em que a vítima completaria 75 anos, que é a expectativa de vida do brasileiro, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Também está previsto que a mineradora garantirá a estabilidade no emprego a todos os empregados por três anos, contados a partir de 25 de janeiro. Foi acordado ainda o pagamento de auxílio-creche de R$ 920 mensais para filhos com até três anos de idade e auxílio-educação de R$ 998 mensais para filhos com até 25 anos de idade.

O acordo prevê plano médico vitalício e sem coparticipação, nos moldes do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) vigente em 25/1, para os cônjuges ou companheiros e companheiras de empregados próprios e terceirizados e para os filhos e dependentes (até completarem 25 anos).

Para pais e mães de falecidos, o acordo contempla atendimento médico, psicológico e psiquiátrico pós-traumático na rede credenciada até a respectiva alta médica. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-3 e TST. 
Mais informações →

Sem Comentarios


Na quarta-feira (17), um egípcio que vive na califórnia foi acusado pelo assassinato dos dois filhos autistas em 2015. As vítimas morreram afogadas após ele dirigir o carro onde as crianças estavam por um pier até cair no mar.

De acordo com informações das autoridades, o objetivo do homem era receber o dinheiro do seguro dos filhos. Ainda, os meninos estavam com os cintos de segurança do banco traseiro do veículo que caiu no mar.
Ele também foi acusado de tentar assassinar sua esposa, que conseguiu se salvar com a ajuda de um pescador que jogou para ela um salva-vidas.
O homem, que foi detido em novembro passado sem direito a fiança, também é acusado por fraude de seguros em relação ao incidente.
O julgamento do acusado está previsto para começar no dia 3 de setembro.
Ele será julgado novamente por homicídio e tentativa de homicídio, crimes pelos quais os promotores podem pedir até pena de morte.
Mais informações →

Sem Comentarios


Resultado de imagem para imagens fgts
Além do impasse sobre a parcela que poderá ser retirada das contas do FGTS, a Caixa também foi responsável pelo adiamento da liberação dos recursos do fundo. O Estadão/Broadcast apurou que representantes do banco estatal reclamaram que estava muito em cima da hora para colocar de pé um plano de atendimento aos trabalhadores para o saque do FGTS.

Em 2017, para que 25,9 milhões de trabalhadores retirassem R$ 44 bilhões das contas inativas (de contratos anteriores) do FGTS, a Caixa preparou um esquema de atendimento que previu a abertura das agências mais cedo e nos fins de semana no período, que foi de 10 de março a 31 de julho.
Apesar de incluir os saques do FGTS e do PIS/Pasep na solenidade de 200 dias de governo Bolsonaro, o anúncio da medida em detalhes será na semana que vem, informou o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.
Como o Estadão/Broadcast revelou, a ideia defendida no Ministério da Economia é permitir que os trabalhadores saquem entre 10% e 35% dos recursos das contas ativas do FGTS dependendo do tamanho do saldo que possuem no fundo. A equipe econômica também defende que a mesma proporção seja aplicada às contas inativas (de contratos de trabalhos anteriores).
Outra medida em estudo, também revelada pelo Estadão/Broadcast, é limitar os saques para os demitidos sem justa causa. Hoje, é possível resgatar tudo o que tem no fundo nessa situação. A equipe econômica defende pôr um limite e, para compensar, permitir que, todo ano, seja possível sacar uma parcela no mês de aniversário. As propostas foram entregues ao presidente Jair Bolsonaro quarta à noite. Ele seria o responsável por bater o martelo.
Mais informações →

Sem Comentarios

Atletas são desafiados com cerca de 600 km de estradas e trilhas no extremo Sul da Bahia - Foto: Fabio Piva | Brasil Ride
Foto: Fabio Piva | Brasil Ride

O extremo Sul da Bahia recebe a 10ª edição da maratona de Mountain Bike, Brasil Ride, nos dias 20 a 26 de outubro. A prova tem ligações em Arraial d'Ajuda, Porto Seguro e Guaratinga. As inscrições podem ser feitas no site Brasil Ride.
A ultramaratona oferece aos atletas o desafio de sete dias e 600 km entre trilhas e estradas de terra. Serão 550 ciclistas nesta prova, além de outros 1.500 que disputarão a Maratona dos Descobrimentos, no dia 26 de outubro, no encerramento do evento. A organização da competição espera receber, ao todo, cerca de 2.050 ciclistas de 23 nacionalidades.
Os campeões olímpicos e mundiais também estão confirmados na décima edição, como o brasileiro Henrique Avancini, atual campeão mundial na Maratona MTB e vice-líder da Copa do Mundo UCI de MTB, e o holandês Bart Brentjens, medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de 1996 e vencedor do Mundial de 1995, entre outros.
Mais informações →

Sem Comentarios


Um homem ficou ferido em um acidente na BR-104, em Panelas, no Agreste de Pernambuco, na manhã dessa quarta-feira (17). De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do caminhão perdeu o controle do veículo em uma curva e capotou para fora da rodovia.
Ainda segundo a PRF, a vítima ficou presa nas ferragens e foi retirada pelo Corpo de Bombeiros. O homem foi socorrido para um hospital da região e não teve o estado de saúde informado. Fonte: G1

Mais informações →

Sem Comentarios

Pouco mais de sete meses após o Tribunal de Justiça de Pernambuco decretar a prisão preventiva de Alisson Henrique de Carvalho, ex-funcionário do Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora, acusado de obstruir as investigações do Caso Beatriz, a busca pelo foragido parece estar próxima de ser encerrada.
No final da manhã desta quinta-feira (18), Lucinha Mota, mãe de Beatriz, recebeu informações do paradeiro do acusado. De acordo com a reportagem do Portal Preto no Branco, que conversou com Lucinha, uma fonte anônima informou que Alisson estaria em sua própria residência, localizada em um bairro periférico de Petrolina (PE).
De posse das informações, Lucinha acionou a Polícia no intuito de que a prisão fosse cumprida. No entanto, segundo Lucinha, uma pessoa que está dentro da casa de Alisson não abre a porta, e os policiais precisam de um mandado de busca para adentrar o imóvel.
Ao Portal Preto no Branco, Lucinha informou ainda que já comunicou a delegada de plantão, Dra. Isabella, e ao promotor Fernando, que também é responsável pelo caso. No momento, ela está no Fórum de Petrolina, aguardando ser recebida por algum juiz. “Eu não vou sair daqui do Fórum. Estou fazendo greve de fome. Estou nas mãos do Tribunal de Pernambuco”, disse Lucinha.   Fonte Blog do Waldiney Passos.
Mais informações →