Sem Comentarios

Se Flávio errou, vai ter de pagar, diz Bolsonaro em Davos

Se Flávio errou, vai ter de pagar, diz Bolsonaro em Davos
O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (23) que eventuais irregularidades cometidas por seu filho, o senador eleito Flávio Bolsonaro, terão de ser punidas. 

"Se por acaso ele errou e isso for provado, lamento como pai, mas ele terá de pagar o preço por esses atos que não podemos aceitar", afirmou Bolsonaro, em entrevista à agência Bloomberg. 

O filho mais velho do presidente teve operações financeiras consideradas suspeitas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) após realizar 48 depósitos de R$ 2 mil em menos de um mês, além do pagamento de um título de mais de R$ 1 milhão sem identificação do beneficiário. Flávio afirmou que os valores se referem a transações imobiliárias, porém disse que apresentaria as provas nas instâncias competentes. 

Além do próprio senador eleito, o ex-assessor Fabrício Queiroz, lotado até outubro no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), é pivô de supostas irregularidades com a movimentação de R$ 7 milhões em três anos. 

Bolsonaro deu entrevista ainda a Lally Weymouth, editora-associada sênior do jornal Washington Post, antes de cumprir a agenda oficial do Fórum Econômico Mundial.BN
 
Foto: Alan Santos/PR

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.