Sem Comentarios

Cantor tira foto em urna e pode ser acusado de crime eleitoral

O americano Justin Timberlake pode ter cometido um crime eleitoral na manhã da segunda-feira(24). O cantor que antecipou seu voto e viajou até as urnas do Tennesse, na qual a votação foi acelerada, empolgado e tentando passar uma mensagem sobre a importância de votar, cometeu a gafe de tirar uma foto da urna.
O uso do celular não é proibido junto as urnas desde que seja para auxiliar o cidadão a fazer a melhor escolha para seu voto, “fins informativos de auxílio ao eleitor na tomada de decisões eleitorais”, de acordo com a  lei assinada pelo governador do estado do Tennessee, Bill Haslam, porém, não permite tirar fotos ou fazer vídeos na cabine de votação.
Na legenda da foto Justin escreveu: “Olá você! Sim, você! Eu só voei de Los Angeles para Memphis para votar!!! Sem desculpas, minhas boas pessoas. Pode haver votação antecipada em sua cidade também. Se não, dia 8 de novembro! Escolha ter uma voz!”

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.