Sem Comentarios

Governo da Bahia autoriza convênio que viabilizará a construção do empório da agricultura familiar em Bonfim

Visualização da imagemO governador da Bahia, Rui Costa, assinou, nesta segunda-feira (11), um documento que autoriza a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), a celebrar convênio, no âmbito do projeto Pró-Semiárido, com a Central das Associações da Agricultura Familiar do Território do Piemonte Norte do Itapicuru (CAAFTIPNI) para a construção do empório da agricultura familiar. O empreendimento terá um investimento de cerca de 850 mil reais e beneficiará diretamente duas mil famílias agricultoras do território. O documento foi assinado durante a cerimônia de inauguração da Policlínica, em Senhor do Bonfim.
A CAAFTIPNI articula com as associações filiadas, em parceria com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Senhor do Bonfim, 48 grupos produtivos, 25 artessãos e 30 produtores orgânicos que atuam na produção, beneficiamento e comercialização, para o fornecimento de derivados da mandioca como beiju de fécula e recheados, bolachinha de goma, derivados do umbu, do licuri, do leite, da cana-de-açúcar, de frutíferas, do milho e de outros produtos in natura como carnes, peixes, aves, hortaliças e frutas nativas.
“A comercialização é, sem dúvida, um ponto de estrangulamento da agricultura familiar. Na medida que nós estimulamos a base de produção com o Pró-Semiárido, Bahia Produtiva e outros projetos, passamos a ter necessidade de escoar essa produção, e o empório é fundamental para que as famílias possam ter um canal permanente e adequado para vender seus produtos diretamente para o consumidor final, com o valor agregado dessa produção. Nós estamos muito confiantes que o empório venha contribuir fortemente para o escoamento da produção da agricultura familiar”, salienta o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias.
O agricultor José Laercio, que mora na comunidade de Cazumba, em Senhor do Bonfim, explicita o quanto o empreendimento significa para a agricultura familiar da região: “Essa é uma ação importante, porque vai ser um espaço para nós agricultores comercializarmos os nossos produtos. Agora, com o apoio do Pró-Semiárido e de outros projetos, a gente vai comercializar e gerar mais renda para nós agricultores”.
A jovem agricultora Regina Vieira, que vive em Canavieira, também em Senhor do Bonfim, revela que o empório é a realização de um sonho: “Hoje, a gente comercializa na feira livre, somente aos sábados, e é um sonho a gente ter um lugar para comercializar nossos produtos todos os dias e o empório vem para isso”.
O apoio à comercialização dos produtos da agricultura familiar é uma das linhas estratégicas de intervenção do Pró-Semiárido. O empório será um espaço para escoar a produção da agricultura familiar e visibilizar a cultura local, como explica o técnico de agroindústria do Projeto, Nelson Santana: “A ideia é que tenhamos um espaço onde os agricultores e as agricultoras tenham um espaço onde colocar seus produtos, a parte de artesanato, produtos como doces, mel e beneficiados. O Bahia Produtiva e o Pró-Semiárido estão certificando estes empreendimentos. Então, os produtos já vão chegar lá rotulados. Vai ter ainda um espaço de eventos e a Prefeitura vai entrar com a contrapartida de implantação de uma alameda. Vai ser um espaço cultural e de lazer. A loja vai fazer parte da rota de economia solidária que vai de Juazeiro a Vitória da Conquista”.
Mais investimentos
O governador autorizou também a assinatura de dois convênios do projeto Bahia Produtiva, executado pela CAR/SDR. A Associação dos Camponeses e Camponesas do Projeto de Assentamento Jiboia foi contemplada, por meio do edital de agroindústrias, com R$ 297,2 mil, equipamentos para a casa de farinha e assistência técnica e extensão rural (Ater). Já a Associação dos Moradores de Cazumba foi contemplada pelo edital Quilombola com R$577,2 mil, e será beneficiada com uma Unidade Simplificada de Beneficiamento de Derivados de Mandioca e veículo utilitários.
Assessoria de Comunicação
Contato: (71) 3115-6766

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.