Sem Comentarios

Moro e Dallagnol colaboraram durante Lava Jato, diz site

Nas mensagens, Moro sugeriu que o procurador trocasse a ordem de fases da Lava Jato - Foto: Valter Campanato e Fabio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil
Fotos: Valter Campanato e Fabio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil
Uma série de reportagens publicadas ontem pelo site The Intercept Brasil aponta que o ex-juiz e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, orientou as investigações da operação Lava Jato por meio de mensagens trocadas com o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa.
Nas mensagens, Moro sugeriu que o procurador trocasse a ordem de fases da Lava Jato, deu conselhos e pistas informais de investigação e antecipou uma decisão que ele ainda daria. O ex-juiz teria ainda criticado e sugerido recursos ao MP.
O Ministério Público Federal do Paraná confirmou em nota que houve vazamento de mensagens de procuradores após um ataque hacker. Segundo o órgão, as mensagens “não mostram nenhuma ilegalidade”. Em nota, o ministro Moro afirmou que as mensagens “não revelam qualquer anormalidade ou direcionamento da atuação enquanto magistrado”.
A Constituição estabelece que não pode haver vínculos entre o juiz e as partes em um processo judicial. Para que haja isenção, o juiz e a parte acusadora não devem trocar informações nem atuar fora de audiências.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.