Sem Comentarios

Ciro Gomes lembra que além de Lula, Geddel pode ser beneficiado com mensagens vazadas


O ex-candidato à presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, alertou em postagens na sua conta do Twitter, que depois da divulgação do conteúdo da troca de mensagens entre procuradores e juízes da Operação Lava-jato, as condenações por corrupção de políticos e empresários podem ser anuladas e, além de Lula, Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha e Antônio Palocci, podem ser libertados.
“Antes que as paixões contra ou a favor do ex-presidente Lula – o mais notável atingido pela Lava Jato – venham aqui defender cegamente seus interesses, lembrem-se de Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Palocci… todos esses poderão se beneficiar com o que está acontecendo”, comentou na rede social.
Sempre critico a Lava-jato, Ciro Gomes lembrou da Operação Satiagraha, que acabou cancelada pelo Ministério Público Federal por conta de irregularidades. Disse também esperar “que as instituições brasileiras funcionem: Conselho Nacional de Justiça, Conselho Nacional do Ministério Público, STF e Congresso Nacional, devem se debruçar sobre o assunto, investigar e passar o Brasil a limpo”.
“Durante todo o desenrolar da operação Lava Jato sempre expus o que pensava de forma muito clara: o excesso de aplausos, as gravatinhas borboletas e, até, condenações sem provas objetivas, cobrariam seu preço”, publicou Ciro em sua conta.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.