Sem Comentarios

Vídeo: Canais do YouTube exibem partes íntimas de jornalistas e geram revolta


Canais no YouTube estão sendo criticados por publicar vídeos de jornalistas e apresentadoras com contexto sexual.
As imagens são editadas e mostram as partes íntimas das apresentadoras em câmera lenta.
Segundo matéria publicada nesta terça-feira (16) no site Notícias da TV, são cinco canais no YouTube que alimentam esse tipo de conteúdo e têm milhares de seguidores.
“Como qualquer mulher, eu me senti ofendida e desrespeitada. Acredito que a internet torna esse tipo de conduta ainda mais grave, porque além do comportamento abusivo de quem posta, existe a exposição da imagem da vítima. Isso é um ato de violência que precisa de leis severas e fiscalização para que os agressores não se sintam impunes”, criticou a apresentadora Priscilla Bittencourt, âncora da TV Globo em Sergipe.
Veja um dos vídeos:

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.