Sem Comentarios

AL-BA entrega representação sobre caso de racismo na Caixa ao MP-BA

AL-BA entrega representação sobre caso de racismo na Caixa ao MP-BA
Foto: Ascom / Deputada Fátima Nunes

A Comissão Especial da Promoção da Igualdade, da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), entregou a representação para apurar o caso do empresário Crispim Terral, que foi agredido por policiais militares em uma agência da Caixa Econômica na semana passada, ao Ministério Público estadual. Proposto pela deputada Olívia Santana (PCdoB), o documento foi recebido pela promotora de Justiça, Lívia Vaz. Para a entrega, além de Olívia, estiveram presentes a vereadora Aladilce Souza (PCdoB), o ex-deputado Bira Corôa e a presidente da Comissão, deputada Fátima Nunes Lula (PT-BA).

“Apresentamos essa representação ao MP e vamos acompanhar de perto esse caso.  Lamentavelmente temos enfrentado diariamente casos de racismo, mas debateremos em todas as instâncias da comissão, irradiando esse diálogo com todos os movimentos sociais. A vida é importante. O respeito vale para a pessoa, independente da cor. Lutaremos e buscaremos por dignidade e venceremos essa batalha. Queremos liberdade, justiça, igualdade e uma vida de paz, encerrando essa violência”, declarou Fátima na ocasião. A entrega ocorreu na tarde de quarta-feira (27), com a presença do empresário.

Crispim Terral foi agredido por um PM após o gerente-geral da agência bancária, João Paulo, dizer que não iria até a delegacia se o cliente não saísse de lá algemado, pois não faz acordos “com esse tipo de gente”. O caso, registrado no último dia 19, veio a público no início dessa semana, quando Terral compartilhou um vídeo da agressão, gravado por sua filha de 15 anos.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.