Sem Comentarios

Mãe de Wesley Safadão fica inelegível por 8 anos por abuso de poder



O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Ceará declarou inelegível por oito anos Maria Valmira Silva de Oliveira (PR), a Dona Bill, mãe do cantor Wesley Safadão. Ex-vice-prefeita da cidade de Aracoiaba (município de 25 mil habitantes a 84 km de Fortaleza), ela foi condenada por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016. Cabe recurso.
Na mesma ação, o prefeito da cidade, Antônio Cláudio Pinheiro (PSDB), teve o mandato cassado e também foi declarado inelegível por oito anos. O político deixou o cargo nesta quarta-feira (5), mas disse que vai entrar com recurso.
A presidente da Câmara de Aracoiaba, Maria da Conceição Alves Pinheiro (PSDB), irmã do prefeito cassado, assumiu a prefeitura da cidade. O TRE-CE determinou a realização de novas eleições no município, mas ainda não há data para o pleito. A reportagem não conseguiu contato com Dona Bill. Já a assessoria de imprensa de Safadão disse que ele não vai se manifestar sobre o ocorrido
ENTENDA O CASO
Reeleitos em 2016 como prefeito e vice-prefeita de Aracoiaba, Pinheiro e Dona Bill foram condenados por abuso de poder, porque o TRE considerou ilegal a doação de ambulâncias que a chapa fez ao município em junho daquele ano, antes da eleição.
Segundo o Tribunal, embora tenha sido anunciado que a compra dos veículos foi feita com recursos próprios da mãe de Safadão, o dinheiro usado seria do município. Também foi considerada propaganda irregular a divulgação da doação no site da prefeitura.
Em setembro de 2016, durante a campanha eleitoral, a chapa já chegou a ser cassada. Mas, depois de recurso, eles conseguiram concorrer e foram eleitos.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.