Sem Comentarios

Justiça condena médicos que retiraram testículo de jovem por engano


Dois médicos da cidade de Belo Horizonte foram condenados a pagar R$ 70 mil de indenização a um paciente por causa de um erro cirúrgico que retirou seu testículo direito.
Os profissionais fizeram uma leitura errada do diagnóstico de ultrassonografia e novos exames não foram solicitados, sendo inevitável a realização da cirurgia. Em abril deste ano, o paciente reclamou de fortes dores e inchaço testicular. Ao fazer um exame, foi diagnosticado com epididimite no lado direito do testículo e o paciente foi medicado com analgésicos.
Após procurar um terceiro médico, já que as dores aumentaram, foram constatados sinais ecográficos de torção do cordão espermático. A cirurgia foi realizada doze dias após a primeira consulta.
O juiz Joaquim Moraes Júnior, da 28ª Vara Cível de Belo Horizonte, determinou o pagamento do valor indenizatório (R$70 mil) como forma de amenizar os transtornos causados à vítima.
De acordo com laudo da perícia, não foram cumpridas as normas técnicas que determinam a realização de um exame conhecido como Doppler colorido, essencial para a diferenciação entre a epididimite e a torção testicular

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.