Sem Comentarios

COI apresenta manual de proteção de atletas contra assédio e abuso

COI apresenta manual de proteção de atletas contra assédio e abuso
Foto: Divulgação / COI

O Comitê Olímpico Internacional lançou um manual de proteção para os atletas em situações de assédio e abuso. O documento estará à disposição das federações internacionais e dos comitês olímpicos nacionais. O material foi apresentado nesta sexta-feira (3), na Assembleia Geral da Associação de Comitês Olímpicos Nacionais (ACNO), em Praga, capital da República Tcheca, pelo príncipe jordaniano Faisal Al Hussein, membro do COI e presidente do grupo de trabalho desta organização. O presidente do COI, o alemão Thomas Bach, elogiou a iniciativa. "As vozes e preocupações dos atletas ressoam em mim. Elogiamos sua coragem para falar de incidentes de assédio e abuso e os apoiamos em sua ação. A segurança e bem-estar dos esportistas são fundamentais para o COI e o movimento olímpico. A nossa responsabilidade é preservar sua segurança e os seus direitos", destacou. O manual foi elaborado sobre guias já existentes e recomendações médicas, e se centra em políticas específicas de proteção em organizações e competições. Além disso, ele apresenta soluções possíveis com base em estudos de caso através do movimento olímpico. A partir do mês de fevereiro nos Jogos de Inverno de PyeongChang, na Coreia do Sul, os atletas já poderão informar a ocorrência de qualquer incidente de assédio ou abuso para o o oficial salvaguarda do COI, na vila olímpica.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.