Sem Comentarios

Ação da Polícia Federal pode fazer Larissa Oliveira desistir de candidatura a deputada


Na mira da Polícia Federal e da Justiça, os prefeitos afastados Robério Oliveira (Eunápolis) e Claudia Oliveira (Porto Seguro), podem colocar fim ao sonho da filha Larissa Oliveira em disputar uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018.
Nesta semana a justiça federal afastou por tempo indeterminado os pais de Larissa da prefeitura. A medida foi a pedido da Polícia Federal, que acusa o casal de participar de uma quadrilha especializada em fraudar licitações. Os valores dos contratos fraudulentos chegam a R$ 200 milhões. O outro prefeito afastado foi Agnelo (PSD), de Santa Cruz Cabrália, que é tio de Larissa, que é secretária de Assistência Social em Eunápolis.
De acordo com o site ‘Políticos do Sul da Bahia’, o “QG” político do casal Oliveira está analisando a possibilidade de “abortar” a candidatura de Larissa, pois dependendo do desenrolar da operação, a desgaste político pode ser ainda maior e inviabilizando uma candidatura da filha do casal.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.