Sem Comentarios

Confusão de líder evangélico com marca de maionese gera polêmicas nas redes sociais

Ele afirma que nome seria tradução do inferno; internautas criticam seu posicionamento
A notícia de que o líder de uma das maiores congregações de igrejas evangélicas do país, o Bispo Valdemiro Santiago, teria proibido os fieis que consumissem ou até mesmo se aproximassem uma marca de maionese, a Hellmann’s, ganhou grande repercussão nas redes sociais. Na fanpage do Varela Notícias foram muitas as críticas sobre o posicionamento do líder, mesmo tendo alguns que saíram em defesa dele.
“Ele tá procurando chifre na cabeça de cavalo”, comentou um dos seguidores da página. Segundo Valdemiro em uma de suas pregações, é que a marca seria, em tradução da língua inglesa  para a portuguesa, “homem do inferno”, já que “Hell” significa “inferno”. Acreditando na mensagem do líder, outra internauta diz que “somos bombardeados todos os dias e a todo instante por mensagens subliminares em tudo”. Outra mais radical faz sua crítica: “me polpe viu, tudo que é gostoso é do inferno ? só o ruim que temos que consumir”.
O detalhe é que a marca citada pelo Bispo, a Hellmann’s, é de origem alemã, onde “hell” tem um sentido absolutamente contrário ao da língua inglesa: a palavra significa “luz” no idioma germânico. “Ele viajou na maionese”, completou outro, utilizando um provérbio conhecido. Varela Noticias.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.