Sem Comentarios

RIO SÃO FRANCISCO: BARRAGEM DE SOBRADINHO ATINGE 46,60% DE VOLUME ÚTIL


A Companhia HidroElétrica do São Francisco - Chesf está praticando, desde 1º de maio, novas vazões nas usinas de Sobradinho e Xingó em cumprimento à Resolução 2081/2017 da Agência Nacional de Águas, que vale para o Sistema Hídrico do Rio São Francisco. Essa resolução estabelece as faixas de operação que definem as defluências médias diárias a serem praticadas nos reservatórios de Sobradinho e Xingó. Quando o volume útil do reservatório de Sobradinho estiver acima de 60%, a faixa é considerada Normal, sendo a defluência mínima média diária de 800 m³/s para Sobradinho e 1.100 m³/s para Xingó.
Com o volume útil de Sobradinho atualmente é de 46,60% a expectativa é que supere os cinquenta porcento visto as boas condições da Usina de Três Marias. A barragem de Três Marias, localizada em Minas Gerais atingiu 82% do volume útil, Este índice não era alcançado desde o período chuvoso de 2011-2012 e demonstra que a política de gestão adotada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e a Agência Nacional de Águas (ANA) está no caminho certo. 
A operação de Três Marias é fundamental para a regulação do Rio São Francisco, no trecho entre a barragem e a Usina de Sobradinho, na Bahia. “Os reservatórios do setor elétrico são operados sob a ótica dos múltiplos usos, desde o advento da lei nº 994/2000, que criou  a Agência Nacional de Águas. Assim, durante os últimos anos da persistente crise hídrica, ainda no início do período seco de cada ano, tem sido fundamental a elevação da vazão defluente da usina de modo a garantir todos os usos a jusante”, afirma o gerente de Planejamento Energético da Cemig, Marcelo de Deus Melo. 

Reprodução: Blog do Geraldo José

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.