Sem Comentarios

Vai comprar na Black Friday? Cuidado com os golpes virtuais


Resultado de imagem para CUIDADOS PARA COMPRAR NA BLACK FRIDAY

A Black Friday acontece, oficialmente, na próxima sexta-feira, dia 23, mas o comércio já vem antecipando promoções para fisgar consumidores. Muitas ofertas, principalmente de supostas lojas on-line, são tentadoras, mas podem esconder armadilhas. Por isso, segundo a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), é preciso tomar alguns cuidados na hora da compra pela internet.
Sites e e-mails falsos, chamadas telefônicas e mensagens de texto são artimanhas usadas pelos golpistas para enganar as pessoas e ter acesso a informações pessoais, como nome completo, CPF, número de cartões de crédito e dados bancários, incluindo senhas.
Segundo a Comissão de Prevenção a Fraudes da Febraban, ofertas tentadoras podem esconder links maliciosos. Quando os internautas clicam neles, surgem páginas falsas que capturam dados informados pelo consumidor.
Há também os casos em que os links, ao serem acessados, permitem a instalação de um vírus que garante o acesso dos bandidos ao dispositivo. Com essa técnica, chamada de phishing, os criminosos conseguem acessar dados como nomes e senhas.
Por isso, o consumidor deve sempre desconfiar de links com preços muito mais baixos do que os valores originais dos produtos, mesmo durante a Black Friday, cuja proposta é mesmo queimar estoques.
Com essas informações, os bandidos realizam transações bancárias, burlando os sistemas de segurança bancários, e até desbloqueiam novos cartões.
Como se proteger
Verifique se o endereço da página é o correto. Uma forma de fazer isso é digitar a URL (endereço virtual da loja) no navegador, em vez de apenas clicar no link enviado por e-mail, rede social ou aplicativo de mensagem.
Nunca acesse links ou anexos de e-mails suspeitos.
Mantenha o sistema operacional de seu computador ou seu smartphone e o antivírus sempre atualizados.
Fraudadores utilizam-se de “links patrocinados” para ganhar visibilidade nos resultados de buscas feitas na internet. Evite-os.
Dê preferência aos sites conhecidos e verificar a reputação das lojas virtuais, observando os comentários deixados por clientes que já utilizaram as plataformas. Procure essas informações também em sites de reclamações.
Nunca use um computador público ou um celular de estranho para efetuar compras ou informar seus dados bancários.
Sempre utilize softwares e aplicativos originais em seu computador ou seu smartphone.

Pesquisa: Jornal Extra



Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.