Sem Comentarios

*Governo do Estado apresenta em Brasília experiência de mobilidade urbana de Salvador*





A Parceria Público Privada –PPP – do metrô de Salvador foi destaque no Fórum de Mobilidade promovido pela Associação Nacional de Transportadores de Passageiros sobre Trilhos – ANPTrilhos –, nesta quarta-feira (18), em Brasília.
O progresso da capital baiana no transporte sobre trilhos levou a cidade ao terceiro lugar no ranking de malha metroviária do país. Salvador tem hoje 33 quilômetros de trilhos de metrô implantados.

“Escolhemos o modelo PPP, em que você introduz o elemento de compartilhamento de riscos”, explicou o governador Rui Costa ao pontuar que o ente privado assume riscos e compartilha ganhos junto com o Estado. Na prática funciona assim: “Se der prejuízo de até 10%, o privado assume sozinho e se der um lucro acima de 10 %, o Estado participa do resultado”.

O Estado ainda criou um fundo garantidor para responder à instabilidade de segurança que limita o avanço de projetos e obras de grande porte. “Com o fundo, o governo baiano garantiu o pagamento da parcela do governo federal à empresa vencedora da PPP, a CCR Metrô Bahia, já que os recursos federais não estão sendo pagos”, explicou Rui.

O metrô faz parte de um planejamento maior, feito para ligar extremos da capital e tornar Salvador uma cidade integrada. “Estamos construindo dois corredores transversais que alimentarão o metrô em quatro estações. São as primeiras ligações transversais feitas na cidade”, finalizou Rui.

Participaram do evento em Brasília também gestores e especialistas em mobilidade de todo o país.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.