Sem Comentarios

Jacobina: defesa de suspeito nega confissão de estupro e diz confiar em revisão da prisão

Jacobina: defesa de suspeito nega confissão de estupro e diz confiar em revisão da prisão
Imagens da boate | Foto: Reprodução / TV São Francisco

A defesa de Marcus Rodrigues de Souza, de 34 anos, negou que seu cliente tenha confessado o estupro do qual ele é suspeito. O caso teria acontecido em uma boate da cidade de Jacobina, na última segunda-feira (1º). Em nota, os advogados ressaltam que confiam na revisão da prisão preventiva decretada pela Justiça e que as autoridades vão concluir pela inexistência do crime. "Marcus não confessou a prática de estupro, como tem sido replicado pela imprensa, até porque não há estupro a ser confessado. Ao ser ouvido pela autoridade policial, expressamente negou a acusação", diz o texto. No texto, a defesa aponta que Marcus "manteve contato íntimo" com a jovem de 18 anos, "mediante seu livre consentimento". Ainda segundo os advogados, as imagens registradas pelas câmeras de segurança da boate, "são absolutamente incompatíveis com a acusação de estupro" pois mostram os dois de mãos dadas, com a jovem "o acompanhando livremente.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.