Sem Comentarios

Postos de gasolina desmentem redução no preço do combustível, anunciada pela Petrobras

O Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energia Alternativa e Lojas de Conveniência do Estado da Bahia (Sindicombustíveis) informou à imprensa, através de nota, que a redução no preço da gasolina, anunciada pela Petrobras no dia 8 de novembro, não aconteceu.
Entre os dias 14 de outubro e 9 de novembro, revendedores de combustíveis da Bahia compraram a gasolina R$0,06 em média mais cara, afirma o sindicato. Quanto ao diesel, à redução do preço da distribuidora para o posto foi em torno de R$0,10, considerando também a primeira decisão da Petrobras de baixar os preços, a partir de 15 de outubro de 2016.
“A redução para o consumidor final depende de vários fatores, principalmente do custo do produto comercializado exclusivamente pelas distribuidoras. Quando elas praticam preço mais caro, é impossível conseguir reduzir para o consumidor”, declara o presidente do Sindicombustíveis Bahia, José Augusto Costa.
“O Sindicombustíveis Bahia ressalta que o mercado é livre e competitivo em todos os segmentos, cabendo a cada posto revendedor decidir sobre o preço que irá cobrar pelos produtos. Entende ser imprescindível informar à sociedade sobre as expressivas variações de preço na cadeia de abastecimento, para que a revenda varejista, face mais visível do mercado e quem lida diretamente com o consumidor, não seja injustamente responsabilizada por alterações no preço ocorridas em outras etapas de comercialização. O Sindicombustíveis Bahia não interfere no mercado e respeita a livre concorrência”, afirmou o sindicato.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.