Sem Comentarios

MPF identifica 345 benefícios do Bolsa Família suspeitos em Jaguarari


345 pessoas foram identificadas como suspeitas de receberem irregularmente o benefício do Bolsa Família no município de Jaguarari. O levantamento, divulgado na manhã desta sexta-feira (11), foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF) entre o período de 2013 e maio de 2016.

Ainda de acordo com o projeto Raio-X do Bolsa Família, durante o período avaliado foram pagos pelo programa em Jaguarari R$ 24.226.694,00 e, dentro desse valor, R$1.252.997,00 foram repassados a perfis de beneficiários suspeitos. 

O diagnóstico apontou grupos de beneficiários com indicativos de renda incompatíveis com o perfil de pobreza ou extrema pobreza exigido pelas normas do programa. Os perfis suspeitos foram classificados em cinco grupos: falecidos, servidores públicos com familiar de até quatro pessoas, empresários, doadores de campanha e servidores doadores de campanha.

Entre os beneficiários do Bolsa Família suspeitos no município, 214 são servidores públicos com familiar de até quatro pessoas, também foi identificado que 126 são empresários, 3 doadores e 2 falecidos. Com o percentual de recursos pagos a perfis suspeitos de 5,17%, Jaguarari esta na posição 166 no Rank estadual.

Uauá e todos os municípios  da região de Senhor do Bonfim, foi identificado beneficiários suspeitos, Campo Formoso foi a cidade com mais pessoas com suspeita de irregularidade no programa do Governo Federal. veja abaixo.

Antônio Gonçalves foi o município com menas pessoas em situação suspeita com 153 beneficiários, confira abaixo.

O MPF expediu recomendações a 4.703 prefeituras para que realizem visitas domiciliares a mais de 870 mil beneficiários do programa Bolsa Família suspeitos de não cumprir os requisitos econômicos estabelecidos pelo governo federal para recebimento do benefício.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.