Sem Comentarios

EM SALVADOR:Sudesb convoca Seleção Baiana com sete alunos/atletas da EAF para irem a Blumenau-SC

ADRIANO, JOCIELMA, LUCINEUMA, ANATÁLIA, EMILLY, MARCOS e NÚBIA foram convocados para representarem a Bahia nos dias 23, 24 e 25 de novembro. São três atletas na categoria 12 a 14 anos e quatro na categoria 15 a 17 anos Eles são alunos de diferentes escolas do Piemonte Norte do Itapicuru e disputaram os Jogos Escolares Baianos no último mês de agosto em Salvador, graças a uma parceria exitosa entre as escolas e a Escolinha de Atletismo Flamengo que encaminha documentação e recebe apoio da Mineração Caraíba, do Vereador Zé Galego e da Empresa Adriano Transporte para a viagem até a capital baiana, onde eles brilharam, conseguindo vaga no vôo até a linda cidade catarinense e hospedagem nos seus confortáveis hotéis.                          Os Jogos Escolares da Juventude são a maior competição estudantil do Brasil, onde  jovens de escolas públicas e privadas de todo o país, se reunem numa grande capital brasileira a cada ano, em 14 modalidades. A competição foi criada pelo COB em 2005O formato do evento é dividido em três etapas regionais, destinadas a classificar as modalidades coletivas, e uma etapa nacional, com ambas as categorias, reunindo mais de seis mil atletas dos 26 estados mais o Distrito Federal. O evento contempla mais de 2 milhões de jovens nas seletivas municipais e estaduais, organizadas pelos estados e municípios (Jaguarari fora), representando 40.000 escolas (Escola de Produção dentro) de 3.950 cidades do Brasil. A fase nacional tem o espetacular ATLETISMO, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia (apenas na categoria 15 a 17 anos), xadrez e wrestling.                                                                  Desde 2011 a EAF coloca atletas e o seu treinador, Ferreirinha, na equipe baiana e esse ano, mesmo sem apoio da Prefeitura local, não foi diferente. É importante lembrar que as crianças do projeto fizeram história em 2015, conquistando medalha de bronze nos 1.000 metros rasos com Alessandro Bonfim e Railane Batista nos 3.000 metros rasos, em 2016  Railane Batista ganhou ouro nos 3.000 metros rasos e em 2017 Thaís Martins conquistou bronze nos 3.000 metros rasos.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.