Sem Comentarios

Prefeitura de Jaguarari repudia ato de vandalismo contra trator agrícola do município



A Prefeitura de Jaguarari vem por meio de nota oficial repudiar mais uma ação covarde promovida por seus opositores que ainda relutam em aceitar a derrota nas urnas e a vontade do povo, e continuam buscando desesperadamente através de atos covardes sabotar a condução da gestão municipal. Em mais ação criminosa, adversários políticos, e por que não dizer inimigos de Jaguarari, tentaram danificar o motor de um trator agrícola, patrimônio do município.
O trator e seus implementos estavam guardados no setor de limpeza do povoado de Jacunã, de onde sairia para dar início ao processo de aração de terras para os pequenos agricultores da localidade e adjacências. Porem nesta segunda-feira (15) ao chegar ao local onde o equipamento estava guardado, o motorista percebeu que vareta de medição do nível óleo estava suspensa e ao redor uma pequena quantidade de areia Ao verificar percebeu que existia areia misturada ao óleo que lubrifica o motor. Caso o operador não fosse atento e tivesse ligado o trator, o motor seria danificado, gerando um prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais) alem de deixar o equipamento um bom tempo fora de operação.
De forma imediata o servidor comunicou a Secretária de Agricultura, Luciana Souza que registrou boletim de ocorrência junto a Policia Civil do município. O equipamento encontra-se parado e aguardando pela perícia. Esse ato criminoso comprometeu o cronograma de ações do programa de aração de terras dos pequenos agricultores que estavam aguardando esta ação da administração pública para preparar o solo aguardando pelas chuvas que virão para trazer a alegria do sertanejo.
Salientamos que vandalismo é crime e na sua ocorrência em depredações ao patrimônio público ou privado, os danos causados serão punidos pelo crime de dano tipificado no artigo 163 do Código Penal, parágrafo único e incisos. Art. 163 - Destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia: Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
A prefeitura de Jaguarari cobra que este ato seja investigado a fundo e que os seus autores sejam identificados e responsabilizados pelos seus atos. E que ações como essa, que demonstram o inconformismo e egoísmo sejam banidas de uma vez por todas do nosso município e que juntos possamos transformar a nossa querida Jaguarari em Uma Cidade Para Todos.

ASCOM – Prefeitura de Jaguarari

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.