Sem Comentarios

Deputados baianos mergulham na chuva de leis que já existem. Por Levi Vasconcelos


Deputado Samuel Júnior é contrário a hospitais fazerem notificações compulsórias em casos de violência contra as mulheres - Foto: Divulgação
A Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia (CCJ) protagonizou ontem um debate curioso. Apreciou um projeto de lei de Maria Del Carmen que obriga hospitais a fazerem notificações compulsórias em casos de violência contra as mulheres.

O deputado Samuel Júnior (PSC), relator, deu parecer contrário. Alegou inconstitucionalidade, mas perdeu de 3 a 2, o que quer dizer que novo relatório terá de ser apresentado pelos ‘vitoriosos’ semana que vem.
O detalhe é que o tal projeto é de 2012 e ano passado a própria Assembleia já tinha aprovado um igual da deputada Mirela Macedo (PSD).
Sem filtros - A deputada Ivana Bastos (PSD), que também integra a CCJ, apresentou e aprovou ano passado um projeto que proíbe a contratação pelo Estado de condenados por violência contra as mulheres.
Agora, o deputado Jurailton Santos (PRB), apresentou outro igualzinho e, por ironia do destino, caiu para a própria Ivana ser a relatora. Ontem ela se dizia perplexa:
- Pode uma coisa dessas? Temos que dar um jeito.
Segundo o deputado Zé Raimundo (PT), presidente da CCJ, na fila esperando apreciação tem 1.124. Ele quer que a direção da Assembleia adote o modelo da Câmara de Salvador, que faz uma filtragem. Paulo Câmara (PSDB), ex-vereador e também da CCJ, sugeriu a providência. Ou adotam ou a Alba vai protagonizar mais casos para o folclore político do que leis.
Mirela pede mais respeito
Injuriada por não ter sido convidada sábado para uma visita de Rui Costa a uma escola de Lauro de Freitas, onde ela foi a mais votada ano passado, com 12.081 votos (14,16%), a deputada Mirela Macedo (PSD) ontem subiu na tribuna da Assembleia e pediu que a tratem com ‘mais respeito’.
Mirela acusou o boicote da prefeita Moema Gramacho (PT), de quem foi vice em 2016. E admitiu: em 2020 pode disputar a prefeitura.
Tempo quente nos aplicativos
Tempo quente na audiência pública que a Câmara de Salvador realizou ontem para discutir o Uber e cia. Átila Congo, do Sindicato dos Motoristas por Aplicativos, acusou o vereador Sidininho (Pode) de não compreender o serviço.
Resposta de Sidininho:
– Tem traficante dirigindo aplicativo.
E Congo retrucou:
Chuva estraga, mas é melhor
O deputado Adolfo Menezes (PSD), cuja irmã, Rose Menezes, é prefeita de Campo Formoso, dizia ontem que a chuvarada que tantos transtornos causa pela Bahia afora após uma seca de mais de cinco anos, perturba, mas faz bem:
– Em Campo Formoso todas as estradas estão acabadas. Mas eu prefiro andar em estrada ruim do que não ter água para beber.
Ele reflete o sentimento do sertanejo. Pior é a seca.
– Tem traficante em todo lugar, inclusive dentro da Câmara de Vereadores em todo o Brasil.
Caxixis de Maragojipinho, um sucesso na Assembleia
Os caxixis, as esculturas em barro produzidas pelos oleiros de Maragojipinho, povoado de Aratuípe, que há séculos tanto sucesso fazem nas sextas-feiras santas de Nazaré das Farinhas, são a bola da semana no saguão de entrada da Assembleia.
Lindinalva Almeida, a Lindi, 57 anos, uma das três expositoras, diz que em Maragojipinho mais de 500 pessoas trabalham no ramo.
– Meus bisavós já faziam, meus avós, meus pais, e estamos aí tocando o barco.
As peças em exposição, que vão dos caxixis, passam por panelas de barro e incluem esculturas mais sofisticadas de santos, variam de R$ 2 a R$ 250, as mais caras. E as três expositoras não têm do que se queixar: estão vendendo a rodo.
REGISTROS
Heróis de 59
O jornalista Antônio Matos lança dia 9 (próxima quarta), no auditório da Arena Fonte Nova (18h30), o livro Heróis de 59, que narra a conquista da I Taça Brasil pelo Bahia. A obra, repleta de fotografias, muitas inéditas, é prefaciada por Roberto Pessoa, ex-ministro do TST, e posfaciada por Eliezer Varjão, ex-chefe de reportagem de A TARDE.
PGE 53 anos
Federalismo Brasileiro e seus Inimigos é a palestra que Rodrigo Tostes Mascarenhas, professor e procurador do Rio de Janeiro, dará amanhã (14h30) na Procuradoria Geral do Estado (PGE), para celebrar os 53 anos da instituição e também o Dia do Procurador.
Encontro Aberje
A Associação Brasileira de
Comunicação Empresarial (Aberje) realiza nesta sexta (a partir das 8h), no auditório da Coelba (Narandiba), a 4ª edição do Encontro Aberje Bahia. Tema da vez: Revolução criativa na Bahêa: o que a comunicação tem a ver com isso.
Volta, Thomé
A ideia do advogado Ademir Ismerin de trazer para Salvador os restos mortais de Thomé de Souza ganhou o apoio da Associação dos Ex-Vereadores. Thomé está sepultado em Xira.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.