Sem Comentarios

Danilo Gentili é condenado à prisão por ofensas à Maria do Rosário


O apresentador Danilo Gentili foi condenado à 6 meses e 28 dias de prisão em regime semiaberto. A decisão, publicada nesta quarta-feira (10), condena o apresentador do “The Noite” pelo crime de injúria contra a deputada Maria do Rosário. Nas redes sociais, Gentili brincou com a situação. Ele ainda pode recorrer da decisão.

A deputada decidiu abrir o processo contra o apresentador por conta de um vídeo publicado no Twitter em 2017. Maria do Rosário havia solicitado que Gentili removesse três postagens das redes sociais, consideradas ofensivas pela parlamentar.
Ao receber o documento com a solicitação e as capturas de tela das publicações, Gentili gravou um vídeo rasgando os papéis, esfregando na genitália e levando de volta à deputada: “Junto tudo, com todo respeito, vossa excelência. Diferente do que vocês fazem, não vou desperdiçar o dinheiro do contribuinte”, afirmou Gentili no vídeo.
A defesa de Gentili havia alegado que o apresentador não tinha o intuito de ofender a deputada, mas a juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo, não aceitou os argumentos: “Verifico que o humorista e apresentador dolosamente injuriou através da internet a deputada federal, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro, atribuindo-lhe a alcunha de ‘puta'”, escreveu a magistrada na sentença”.
No Twitter, #GentiliLivre esteve no topo dos assuntos mais comentados do Brasil. Na rede social a deputada comentou a decisão da justiça e o apresentador fez piadas com a situação, pedindo até ajuda ao ex-juiz, ministro Sergio Moro:

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.