Sem Comentarios

Suspeito é preso com drogas em Irecê

Os materiais apreendidos foram encaminhados junto com o suspeito para Delegacia Territorial de Irecê - Foto: Divulgação | SSP-BA

Um homem de 33 anos foi preso nesta segunda-feira, 25, com drogas em Irecê (a 479 quilômetros de Salvador). A ação foi realizada por equipes equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Semiárido. Neste mesmo dia duas pessoas foram conduzidas à delegacia no município de Mairi (a 296 quilômetros da capital baiana).
De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a primeira ocorrêcia foi registrada em Irecê. Os agentes receberam denúncias anônimas que os levaram até a praça Ayrton Sena, onde um homem agia de forma suspeita. Ao ver a presenta da guarnição, Domingos Ferreira da Silva jogou para longe uma sacola que possuía três pacotes de maconha prensada, cada uma com cerca de um quilo.
Segundo o comandante da Cipe Semiárido, major Carlos Maltez Filho, o suspeito assumiu portar a droga e informou que havia mais em sua residência. Ao chegar no local, após autorização do mesmo, os agentes fizeram a revista e e localizaram mais entorpecentes.
No local foram apreendidos dois quilos de maconha, 320 gramas de cocaína, 30 gramas de crack, sacolas para guardar as drogas, uma motocicleta modelo YBR 150, de cor vermelha e placa PLM 4132, R$ 270, duas balanças e dois celulares,
Os materiais apreendidos foram encaminhados junto com o suspeito para Delegacia Territorial de Irecê e segundo a delegada plantonista, Isabel Cristine Soares Pinto, Domingos foi registrado por tráfico de drogas.
Dupla é localizada com drogas, cartões e celulares
Na noite desta segunda, os agentes receberam denúncias anônimas por volta das 22h. Segundo o relato, dois suspeitos estariam traficando drogas na rua Cônego Manoel Maria, em Mairi. A dupla foi encamnhada à Delegacia Territorial de Jacobina.
Com os suspeitos foram apreendidos 54 pacotes de maconha, um tablete com 250 gramas da mesma erva, 52 pinos de cocaína, 25 pedras de crack, embalagens para guardar os entorpecentes, cinco cartões em nome de Balbino Santana Silva, dois celulares, um relógio e R$ 1.034, 35.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.