Sem Comentarios

Bolsonaro e Bretas defendem que polícia mate se precisar


[Bolsonaro e Bretas defendem que polícia mate se precisar]
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a defender nesta terça-feira (5) uma bandeira de campanha, a previsão legal para que a polícia mate.

“É urgente que o Congresso aprecie matérias para que os agentes de segurança pública ou não usem da letalidade para defender a população, caso precisem e estejam amparados por lei”, afirmou, em rede social.
A reportagem perguntou à assessoria da Presidência o que Bolsonaro quis dizer com o emprego de “ou não” em sua declaração. "O Planalto não comenta" foi a resposta.​
O presidente reagia ao comentário do juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato, no Rio de Janeiro, sobre o tema.
Na segunda-feira (4), o magistrado disse na mesma rede social que, “em determinadas circunstâncias, que só podem ser avaliadas casualmente e pelas autoridades competentes, a POLÍCIA DEVE usar a força e eventualmente até mesmo MATAR. Isso não é novidade. Está na lei”.
As maiúsculas foram empregadas por ele.
Bretas, por sua vez, manifestava-se sobre uma notícia publicada pela jornalista Mônica Bergamo, colunista da Folha.
Ela indicou a leitura de uma reportagem do UOL, do Grupo Folha, com o título “Em SP, 64% das pessoas mortas pela PM [Polícia Militar] no ano passado eram pretas ou pardas”. E acrescentou o comentário, todo em maiúsculas: Polícia mata.
“Policiais também morrem...”, disse Bretas.
Bolsonaro entrou no debate no dia seguinte. Justificou a necessidade de haver previsões para a polícia matar “para que possamos resgatar a paz diante do terror que vivemos em todo Brasil”.
Bretas compartilhou o comentário de Bolsonaro e se disse “honrado pela citação”.
Sem agendas públicas no Carnaval, o presidente recebeu o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, no Palácio do Alvorada, onde reside, nesta manhã. Não houve mais movimentações no restante do dia.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.