Sem Comentarios

Presos por suspeita de agressão, integrantes da Bamor são liberados

Os integrantes da organizada foram autuados por lesão corporal e formação de quadrilha - Foto: Divulgação | SSP-BA

Os cinco integrantes da Bamor, torcida organizada do Bahia, suspeitos de terem agredido Abimael Ammon Nascimento Costa, foram soltos na tarde desta quinta-feira, 7. 
Luciano da Silva Venâncio, 34 anos, presidente da Bamor, Sérgio Soares Brandão, 37, Tiago Tibúrcio dos Santos, 33, Matheus Pires Castro, 28, e George da Silva Mata, 35, são os suspeitos da agressão e foram detidos pela polícia na noite de quarta, 6.
A vítima praticava atividade física na cidade de São Sebastião do Passé com uma camisa da organizada Os Imbatíveis (Vitória) e foi espancado pelo grupo de suspeitos a caminho do  jogo do Bahia contra o Atlético, em Alagoinhas.
Como a delegada constatou que eles não tinham antecedentes criminais e possuem residência fixa, optou pela liberdade provisória de todos, após o pagamento da fiança. A informação foi divulgada pelos advogados da Bamor, Otto Lopes, Dalton Monteiro e Marcus Rodrigues.
Tentativa de atropelamento
No depoimento, Abimael afirmou ter havido tentativa de atropelamento e agressão consumada, após os integrantes da Bamor o identificarem com o uniforme da torcida rival.
A vítima disse ainda que os integrantes da torcida organizada exigiram a entrega da camisa com referência à organizada Os Imbatíveis.
Com os integrantes da Bamor, foram localizadas duas facas tipo peixeira. Abimael foi encaminhado para o hospital municipal da cidade com escoriações nas pernas, braços, nádegas e cabeça.
De acordo com o tenente PM Hélio Nery, os integrantes da Bamor foram autuados por lesão corporal e formação de quadrilha.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.