Sem Comentarios

Estudante de Lauro de Freitas é indicada para o 26ª Prêmio Braskem de Teatro

A atriz Natálie Souza é aluna de teatro da Base Comunitária de Segurança (BCS) de Itinga - Foto: Kayala Abreu/Divulgação

A aluna de teatro da Base Comunitária de Segurança (BCS) de Itinga, Natalie Souza, 17, foi indicada na categoria "Atriz Revelação" da 26ª edição do Prêmio Braskem de Teatro. A artista concorre na maior premiação do teatro na Bahia com o espetáculo “A rede: memórias compartilhadas”. Dirigida por Luide Prins, a peça teatral foi uma das 61 montagens baianas profissionais e inéditas analisadas nas oito categorias do prêmio: Espetáculo Adulto, Espetáculo Infantojuvenil, Direção, Ator, Atriz, Texto, Revelação e Categoria Especial. A premiação irá ocorrer no dia 15 de maio, no Teatro Castro Alves.
Moradora do bairro de Itinga, em Lauro de Freitas, Natálie passou a frequentar as aulas de teatro da BCS há dois anos e meio para vencer a timidez e, hoje, já reúne no currículo a participação em três peças. Ela fala sobre a conquista. “Foi uma grande surpresa, pois achei que concorreríamos na categoria espetáculo. Quero ser uma atriz reconhecida e essa indicação mostra que estou no caminho certo. Agora estou terminando o Ensino Médio e pretendo seguir essa profissão. A arte me transformou completamente”.
O diretor teatral, que a levou pela primeira vez a um teatro, avalia o desempenho da jovem atriz. “É muito gratificante poder acompanhar o crescimento dela, especialmente na indicação de um prêmio tão importante para o teatro baiano, como o Braskem. Esse reconhecimento é muito merecido, pois, apesar de jovem, Natálie é uma profissional dedicada, inteligente e talentosíssima”, considera Luide Prins.
Questionamentos sobre as gerações, tecnologias, redes sociais e relações humanas dão a tônica central do espetáculo"A rede: memórias compartilhadas". A peça é ambientada em um futuro em que as redes sociais provocaram um colapso entre as potências mundiais e levaram a humanidade à miséria e à destruição. Um peregrino, que vaga nessa imensidão destruída, recruta jovens sobreviventes crescidos em um período no qual as relações humanas estavam resumidas às redes sociais. O peregrino passa a resgatar alguns conceitos e costumes perdidos entre a humanidade, utilizando-se da nomenclatura "nomadismo interno", referindo-se à retomada do homem com as suas raízes, seus costumes e seus antepassados, na inquietação interna do sentido da palavra humanidade.
Sobre a premiação
O Prêmio Braskem de Teatro há 26 anos tem o papel de valorizar, reconhecer e premiar a produção teatral do estado, abrindo espaço para o surgimento de novos talentos. A premiação tem foco na valorização e promoção da cultura e das artes e no desenvolvimento humano.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.