Sem Comentarios

Uma das vítimas de João de Deus cometeu suicídio, relata ativista

Uma das vítimas de João de Deus cometeu suicídio, relata ativista
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Uma das mulheres que foi vítima do médium João de Deus cometeu suicídio nessa quarta-feira (12). A notícia foi divulgada pela ativista social Sabrina Bittencourt, que recebeu as primeiras denúncias contra o médium.

"Ela se desesperou quando viu que ele foi trabalhar hoje de manhã", contou a ativista, segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo. Sabrina, que está sendo medicada por ter ficado em choque desde que soube da morte, disse que seu advogado a orientou a não divulgar nenhum detalhe sobre o suicídio. "A família da vítima nunca acreditou nos relatos de abuso. São todos seguidores do médium", esclareceu.

Com mais de 200 denúncias recebidas contra João de Deus, o Ministério Público de Goiás pediu a prisão preventiva dele na tarde de ontem. O médium nega as acusações. "Agradeço a Deus por estar aqui. Ainda sou irmão de Deus. Quero cumprir a lei brasileira. Estou nas mãos da lei. João de Deus ainda está vivo", declarou a fiéis quando as denúncias vieram à tona.

O caso se tornou público após matéria veiculada no programa Conversa com Bial, na madrugada de sábado (8). Na edição, o apresentador e a repórter Camila Appel ouviram 10 relatos de pessoas diferentes com denúncias parecidas. Mas, depois disso, o MP já recebeu centenas de denúncias e entrou com o pedido de prisão.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.