Sem Comentarios

Operadoras adiantam relógios em uma hora e causam confusão


Resultado de imagem para imagens homem e despertador

O domingo, 21, começou conturbado para alguns brasileiros. Isso porque a partir da meia-noite os usuários tiveram o horário de celulares e computadores adiantados em uma hora. O assunto é tão comentado que o termo "horário de verão antecipado" está nos Trend Topics do Twitter.
Aqui em Salvador não foi diferente. A repórter que vos escreve chegou no plantão acreditando estar atrasada, pense no desespero? E a atenção precisa ser redobrada para os soteropolitanos, já que hoje, por exemplo, acontece o concurso do Ministério Público da União (MPU), no turno da tarde.
A nutricista Rafaela Lima chegou mais cedo do que devia em sua aula de pós-graduação. Ao Portal A TARDE, ela disse que habitualmente acorda às 5h30 por costume e percebeu que seu celular estava com horário de 6h40. Então decidiu se arrumar pois teria aula às 8h. Saiu de casa por volta de "7h30", achando que se atrasaria.
"O rádio do carro estava ligado, o locutor disse que eram 6h45. Eu e meu pai estávamos tentando entender. O celular dele tava dando 6h45 junto com a rádio também. Passamos pela porta da faculdade e estava tudo fechado. Tivemos que dar uma volta até passar o tempo e o portão abrir. Meu pai se recordou que há pouco tempo passou no jornal um caso desses em que os celulares mudaram de horário sozinhos pelo costume do horário de verão ser nessa época", explicou Rafaela que acrescentou: "Chegando na faculdade encontrei várias pessoas confusas como eu, relatando que alguns celulares estavam mudando e outros não".
O adiamento do horário de verão deste ano foi definido no final de 2017, e mesmo com essa antecipação, as operadoras de telefonia não corrigiram a programação automática. A definição do dia 4 de novembro como início do horário de verão foi feita pelo presidente Michel Temer a pedido do ministro Gilmar Mendes, que era presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na época.
A definição foi feita para que não houvesse conflitos com as eleições. Por exemplo, se o novo horário já estivesse em vigor, no próximo domingo, 28, quando os eleitores voltassem das urnas para o segundo turno da eleição presidencial e para governador em 13 estados e no Distrito Federal, a diferença do fuso horário no Acre em relação à Brasília seria de três horas.
Mais confusão
Na semana passada o mesmo problema ocorreu em aparelhos de clientes da operadora Tim. A empresa reconheceu que um problema de sistema fez com que alguns modelos de smartphones tivessem o relógio adiantado. Na nota, a Tim disse lamentou o ocorrido e pediu desculpas aos clientes pelo inconveniente.
Como a nova data de início do horário de verão coincidirá com o primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Planalto também chegou a anunciar o início para o dia 18 de novembro, mas logo voltou atrás. De acordo com a Casa Civil da Presidência, o decreto que faria a alteração não foi publicado no Diário Oficial da União.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.