Sem Comentarios

PF encontra R$ 4,6 milhões e US$ 216 mil em dinheiro vivo na casa de prefeito no litoral de São Paulo


Três agentes políticos foram presos nesta quarta-feira (9) no âmbito da Operação Prato Feito em posse de altos valores em dinheiro vivo.
Um deles é um prefeito de Mongaguá, no litoral Sul de São Paulo, Artur Parada Prócida, preso por crime de lavagem de dinheiro. Na casa dele a Polícia Federal encontrou R$ 4.613.610 e mais US$ 216.763 em espécie.
   
Já em Mauá, município que fina na Grande São Paulo, policiais federais localizaram montantes de R$ 588.417 e R$ 87 mil em dinheiro vivo. Um dos presos é o secretário de Governo de Mauá, João Gaspar (PRP).
A Operação Prato Feito foi deflagrada pela Polícia Federal em parceria com a Controladoria Geral da União, nesta quarta-feira (9), com objetivo de desarticular cinco grupos criminosos suspeitos de desviar recursos da União destinados à educação em municípios dos estados de São Paulo, Paraná, Bahia e Distrito Federal.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.