Sem Comentarios

Presidente da Rede Minas e Inconfidência, Flávio Henrique morre por febre amarela

Presidente da Rede Minas e Inconfidência, Flávio Henrique morre por febre amarela
Foto: Divulgação

O músico, compositor e presidente da Empresa Mineira de Comunicação, Flávio Henrique, morreu na manhã desta quinta-feira (18), aos 49 anos, após contrair febre amarela. A informação foi confirmada pelo Hospital Mater Dei, situado em Belo Horizonte (MG), onde ele estava internado.  “Comunicamos que o paciente Flávio Henrique Alves de Oliveira, internado na Rede Mater Dei de Saúde no dia 11 de janeiro de 2018, faleceu hoje dia 18 de janeiro de 2018, às 7h30, em decorrência de complicações de febre amarela”, diz nota publicada pela unidade de saúde. Segundo informações do jornal Estado de Minas, fontes extraoficiais dão conta de que Flávio teve complicações hepáticas e se preparava para fazer um transplante de fígado. Ainda de acordo com a publicação, foi encontrado um doador no Pará e o procedimento cirúrgico estava previsto para durar até a madrugada desta quinta-feira (18).

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.