Sem Comentarios

POLÍCIAS CIVIL E MILITAM IMPEDEM TENTATIVA DE FUGA DE PRESOS EM CAMPO FORMOSO


Uma tentativa de fuga foi frustrada neste domingo (21), e provocou reação dos presos do 
Complexo Policial da Cidade de Campo Formoso, Norte da Bahia culminando com uma rebelião 
controlada após negociações que duraram todo o dia. Cinco celas ficaram destruídas.
Logo depois das oito horas da manhã, um policial civil notou que uma corda improvisada, 
conhecida no linguajar policial como “Tereza”, estava sendo usada por um dos presos para 
promover a fuga. Houve alerta e logo foram acionados militares da 54ª Companhia Independente 
da Polícia Militar (CIPM), que conseguiram impedir a fuga.
Sabendo que o preso que tentava escapar tinha sido contido, os outros 27 presos começaram 
uma rebelião, com a queima de colchões e outros objetos, além da destruição de cinco das 
sete celas do complexo prisional. A rebelião, de acordo com os presos, foi uma forma de 
exigir melhor qualidade da alimentação servida e exigência de cumprimento, pela justiça, das 
normas de progressão das penas de alguns já julgados e condenados.
Diante da insistência dos presos e da ameaça de seguirem destruindo o complexo, a Polícia 
Militar, em acordo com a direção da Polícia Civil e da direção do complexo, decidiu, já no 
fim da tarde, intervir com rigor invadindo o local, obrigando os presos a voltar para as celas.
No interior do complexo, os militares puderam conferir a destruição das cinco entre as sete celas 
existentes. Depois dessa intervenção, a rebelião chegou ao fim, segundo o comandante da 
54ª CIPM, Major Edson Mascarenhas, sem nenhum ferido. O Corpo de Bombeiros também 
esteve no local fazendo o trabalho de rescaldo, logo após ter apagado as chamas.


Fonte: Agora na Bahia

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.