Sem Comentarios

Há 63 anos era inaugurada oficialmente a primeira Usina de Paulo Afonso-BA

Há 63 anos era inaugurada oficialmente a primeira Usina de Paulo Afonso-BA

É que há 63 anos, em 15 de Janeiro de1955, o presidente João Café Filho inaugurava oficialmente a Usina de Paulo Afonso. A primeira máquina, de apenas 60 megawatts gerava energia que já chegara ao Recife/PE desde o final de Dezembro e, no dia 14 de Janeiro, véspera da inauguração oficial, chegava também a Salvador/BA.
E o pequeno e desconhecido povoado Forquilha, de poucas esparsas casas na caatinga foi o lugar onde tudo começou.
A primeira usina que levou “a luz de Paulo Afonso”, para as capitais de Pernambuco e da Bahia, cresceu. Ganhou outras máquinas e chegou aos 180 megawatts de energia gerada a partir da força das águas do Rio São Francisco. Alguns diziam que era energia demais, o suficiente para chegar ao ano 2.000.
Ledo engano. Antes do final do século 20, em 1995, a Chesf juntava ao seu sistema a sua maior usina hidrelétrica, a de Xingó, entre os municípios de Sergipe e Alagoas e pertencente ao Complexo de Usinas de Paulo Afonso-BA.
Ao todo, ao Chesf já gerava, antes do fim do século XX, mais de 10 mil megawatts de energia de fonte hidráulica e, desse total, mais de 80%, mais de 8 mil megawatts, nas cinco grandes usinas de Paulo Afonso – Paulo Afonso I, II, III e IV e Apolônio Sales – e nas Usinas Luiz Gonzaga, em Petrolândia e de Xingó, em Canindé do São Francisco.
Dos 180 megawatts da primeira Usina de Paulo Afonso a Chesf passou a gerar mais de 10 mil megawatts e, para suprir as necessidades de consumo hoje, já produz quase outro tanto de energia de outras fontes, o sol, o vento, principalmente.
Há 63 anos o Nordeste via começar a se realizar o sonho frustrado de Delmiro Gouveia a pequena Forquilha, que depois se chamou Vila Poty, Distrito de Paulo Afonso-BA, desde 28 de Julho de 1958, há 60 anos é o município de Paulo Afonso com mais de 120 mil habitantes.
12 de Maio de 1950. Trabalhadores da Chesf, que ficaram conhecidos como “cassacos”, abrem a rocha para a montagem da usina a 80 metros de profundidade. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Em 20 de Novembro de 1950, para se chegar a alguns trechos da obra, o bondinho era o transporte.(foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Guaritas da Chesf e o movimento dos que chegavam à procura de trabalho na hidrelétrica. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Presidente Café Filho inaugura oficialmente a Usina de Paulo Afonso em 15 de Janeiro de 1955. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
Ao centro, de branco e capacete, o engenheiro Otávio Marcondes Ferraz, com outros engenheiros e operários da Chesf em frente da Usina de Paulo Afonso. (foto: acervo Memorial Chesf Paulo Afonso)
  • Fonte: Ozildo Alves

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.