Sem Comentarios

Aécio Neves teve celulares analisados; PF declara que estavam em nome de “laranjas”

Uma operação da Polícia Federal (PF) identificou dois celulares no apartamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), no Rio de Janeiro, que eram habilitados em nome de “laranjas”, um ex-motorista e uma ex-funcionária da irmã do senador, Andrea Neves. 
O operação foi realizada em maio e a PF divulgou somente agora que os aparelhos foram analisados e com informações obtidas nas operadoras de telefonia foi possível mapear os titulares das linhas utilizadas neles.
“O material analisado não apresentou relevância para a investigação, exceto os itens 20 e 25, correspondentes aos aparelhos celulares cujas linhas telefônicas estavam habilitadas em nome de supostos laranjas, razão pela qual, oportunamente, podem apresentar relevância maior para a investigação”, conclui o relatório da PF feito pelo agente Glei dos Santos Souza.
De acordo com publicação da revista Veja, um dos celulares era da Nokia modelo 1280 e estava em nome do agricultor mineiro Laércio de Oliveira. “Uma pessoa simples, agricultor de café que, em tese, não pertence ao convívio social do investigado senador Aécio Neves da Cunha, donde se infere que seus dados pessoais podem ter sido usados para habilitação da linha sem o seu consentimento”, explica a PF.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.