Sem Comentarios

Na Sombra Do Poder: Quem Tem Medo De Geddel?

Quem tem medo de Geddel?
 
Os últimos acontecimentos do ex-ministro Geddel Vieira Lima têm deixado muita gente sem dormir na capital baiana. Alguns empresários, políticos, construtores, artistas e personalidades não conseguem esconder a ansiedade diante de uma possível delação do "gordinho". Tudo porque muita gente andava grudada com ele para cima e para baixo em restaurantes e casas de praia no litoral - pegando umas tetinhas na Caixa Econômica e em “projetos” bastantes vultuosos...Tsunami à vista em Salvador.
 
Aqui jaz um...
 
Geddel morreu! Não, o ex-ministro dos governos Lula e Temer não deixou de viver, mas politicamente foi sepultado nesta semana após a Polícia Federal encontrar em um apartamento na Graça de um amigo do peemedebista R$ 51 milhões em malas e caixas. O restante da história ainda não foi escrito. O que sabe é que até o momento Geddel não negou que o dinheiro pertencia a ele e não deu uma palavra sobre nada. O que se diz é que a prisão domiciliar, embora legalmente aceita, não cabe mais. O que se espera é quando será prisão de fato. 
 
Agora não!
 
O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) consorciou seu mandato com o PMDB. O vice Bruno Reis é do partido de Geddel Vieira Lima. Das outras vezes que o ex-ministro ocupou o noticiário político/policial Neto saiu em defesa pedindo paciência para que os fatos fossem apurados. Os casos em que o líder do clã Vieira Lima da advocacia administrativa para liberar a construção do La Vue em novembro de 2016 e quando foi preso em julho são exemplos. Agora não!
 
Apetite feroz
 
Geddel sempre foi conhecido pelos baianos e na política nacional como sendo um influente parlamentar com capacidade de desvendar os ministérios e brechas no orçamento. Também carrega a característica de ser arrogante, petulante e bruto. Nos bastidores, chamam-no de voraz e com um apetite interminável. Se o dinheiro for de fato dele: a fama está justificada.
 
Apetite maníaco 
 
A apreensão do dinheiro em um apartamento da Graça, em Salvador, causou espanto geral na nação. A Polícia Federal diz que o endereço é ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, que também era presidente do PMDB na Bahia até vir a ser preso em julho. No cenário soteropolitano, um comentário de um peemedebista sobre as fotos da dinheirama foi: “coisa de psicopata”. 
 
Aos cacos
 
Ao PMDB da Bahia só resta juntar os cacos. O único nome que reúne condições reais de compor uma chapa majoritária em 2018 é o deputado estadual e líder da oposição na Assembleia Legislativa, Leur Lomanto Júnior. O restante dos correligionários, de um jeito ou de outro, não tem espaço.
 
Depois do temporal...
 
Um quadro do PMDB afirma, pedindo anonimato, que o partido deveria ficar quieto e trabalhar para que Zé Ronaldo vá para a chapa de Neto. “Ficaríamos com a gestão de Salvador (Bruno Reis), Feira de Santana (Coubert Martins) e Conquista. As três maiores cidades do estado. Podemos fazer uma bancada estadual maior e dois federais e pensar no futuro porque agora isso é tudo que nos resta”.
 
Só pensa naquiiilo
 
Bruno Reis foi liberado a dar as caras na imprensa após um período afastado dos holofotes. Foi liberado por ACM Neto. Nas rodas políticas do estado, dizem que Bruno só pensa “naquilo”. O foco do VP da prefeitura de Salvador é tão grande que ele só fala em pesquisa. Em todo canto que vai afirma: Neto tem 100% de aprovação. Isso tudo para que Neto nem sonhe com a possibilidade de não ser candidato ao governo. 
 
Estamos de olho 
 
Lá no sudoeste baiano, na maior cidade da região, o que se diz é que a amiga da filha do prefeito é quem dá as cartas. Olha que a mulher nem da cidade é, mas conseguiu o poder de “deitar e rolar” na gestão do prefeito. Por lá, auditoria virou sinônimo, não de boa conduta, mas de mecanismo de ameaça e maus feitos. O Ministério Público está de olho e nós também.
 
Tá na moda
 
E o que tem de deputado, vereador e ator político postando foto malhando no Instagram não está no gibi. É impressionante como todos os estão querendo mostrar a forma física. Veja alguns exemplos:
 
 
 
Sobre lideranças e liderados
 
Na oposição ao governador Rui Costa na Assembleia Legislativa começa a aumentar o tom de divergência interna. Nesta semana durante uma reunião conjunta um deputado do agrupamento estava todo se saracoteando e defendendo um posicionamento como unânime. Outro veio de lá e deixou claro: não sou liderado dele. Na bola dividida, o que ficou claro é que todo mundo quer holofote.
 
O dia em que o horóscopo fez falta
 
Se Geddel tivesse lido o horóscopo poderia ter livrado parte do dinheiro. Nascido em 18 de março, o ex-ministro é do signo de Peixe e lá achamos uma mensagem daquele histórico 5 de setembro: “Dedique-se mais aos assuntos financeiros e terá bons resultados. Possui dentro de si os ingredientes para o sucesso profissional; mantenha o foco. Surpresas na vida pessoal”.
 
Coronel em discurso de independência 
 
O discurso incendiário de Angelo Coronel em Serrinha durante evento com cerca de 400 vereadores deixou aliados do prefeito ACM Neto sorrindo à toa. Entre os legisladores, as conversas paralelas ganharam unicidade no teor: era, aquilo, uma declaração clara de rompimento do pessedista com o Palácio de Ondina? O texto preparado para sua palestra versava sobre a independência do Legislativo na relação com o Executivo, mas o presidente da AL-BA fugiu do script diversas vezes e arrancou aplausos dos vereadores e lideranças presentes no ato. Ao dizer que vai comprar briga com o governo para aprovar a PEC dos Prefeitos, cravou: “O governador Rui Costa nunca votou comigo”. Ou seja, mesmo se o governo continuar achando que não dá para liberar emendas para prefeituras negativadas, o deputado vai seguir entusiasmado com o embate. Bateu asas.
 
Coronel em discurso de ataque
 
Ainda em Serrinha, Coronel atacou o setor da saúde do governo. Revelou que tem em seu mandato um QG para atender pleitos só sobre regulação. Disse que a demanda é tanta, que já tem um texto pronto para responder quando recebe pedidos no WhatsApp. No ápice do seu discurso, Coronel disparou: “A regulação da Bahia está matando pessoas”. 
 
Caravana sem Kannário
 
A ida do presidente da Câmara de Salvador, Leo Prates, ao evento dos vereadores em Serrinha tinha a previsão de aproximadamente dez vereadores na comitiva. Ao fim e ao cabo, foram Prates, Joceval Rodrigues, Kiki Bispo e Felipe Lucas. Dentre os seis faltosos, o holofote ficou com o vereador-cantor Igor Kannário. Houve quem tivesse lembrado, na comitiva, das recorrentes faltas do edil ao Legislativo e até quem lançasse mão da boa memória: “Ele disse, tem um tempo, que iria gravar um CD em setembro”. Tá explicado.
 
Não custa sonhar
 
Nos corredores da Câmara de Salvador, o comentário é que o vereador Isnard Araújo (PHS) vive com brilhos nos olhos. Como primeiro vice-presidente da Câmara, ele estaria visualizando o seguinte cenário: caso ACM Neto seja eleito governador, e Leo Prates deputado, em eventual ausência de Bruno Reis, o Palácio Thomé de Souza cairia em seu colo como chefe do Legislativo.


Reprodução: bocaonews.com.br

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.