Sem Comentarios

Agricultura familiar mostra potencial de mercado na Superbahia 2017


“Uma grande vitrine para os produtos da agricultura familiar”. Com essa afirmativa, o agricultor familiar do município de Ituberá, Luís Cláudio dos Santos, descreveu a participação na oitava edição da Feira e Convenção Baiana de Supermercados, Atacados, Padarias, Restaurantes e Distribuidores (Superbahia), que teve início nesta terça-feira (18), na Arena Fonte Nova, em Salvador.
A maior feira do setor supermercadista do Norte-Nordeste do Brasil traz mais de 30 produtos, de 15 cooperativas baianas, que estão sendo expostos no estande do Armazém da Agricultura Familiar e Economia Solidária, uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e da Superintendência da Agricultura Familiar (SUAF), em parceria com a Rede Caatinga.

Luís Cláudio é presidente da Cooperativa dos Agricultores Familiares do Baixo Sul (Coopafbasul) é um dos expositores do estande do Armazém. “Participar de um evento como esse está sendo muito importante, pois é uma grande vitrine para nossos produtos. Divulgar o nosso trabalho de cooperativismo mostra o fortalecimento da agricultura familiar. Temos a expectativa de fazer grandes negócios, pois temos produtos de qualidade, de alto padrão e que atendem à expectativa do mercado”, disse.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, a feira é uma oportunidade de intermediação entre quem produz e quem comercializa, garantindo a manutenção de características de produtos saudáveis, socialmente sustentáveis, justo e com valor agregado forte: “As cooperativas que estão na Superbahia tem capacidade para atender o mercado. Estamos trabalhando o tema da base produtiva, mas com esforço para chegar na parte intermediária, de beneficiamento do produto, da agroindustrialização do produto e de agregar valor a ele”.

A 8ª edição da Superbahia reúne, em um só lugar, atacadistas, fornecedores, distribuidores e outros segmentos de interesse do setor. Durante três dias, o supermercadista baiano fará bons negócios e também terá acesso a 16 eventos técnicos gratuitos, que inclui palestras, fórum e workshop, que oferece conhecimento, capacitação e troca de informações entre os participantes.

De acordo com o presidente da Associação Bahiana de Supermercados (Abase), Joel Feldman, a agricultura familiar faz parte da cadeia extensa que é o supermercado: “A zona rural de qualquer município neste estado tem uma produção que chega às gôndolas dos supermercados e, consequentemente, às mesas dos consumidores. Isso é algo que muito nos honra, pois contribuímos com o desenvolvimento da economia, especialmente da agricultura familiar, onde temos um mundo de oportunidades”.

A Superbahia segue até o dia 20 de julho e no Armazém da Agricultura Familiar o público encontrará uma variedade de produtos como barras de cereais, iogurte, queijo de cabra, néctar de frutas, café, chocolates finos, mel, cachaça e beiju.

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.