Sem Comentarios

Diretor jurídico do Vitória celebra triunfo na Corte Arbitral do Esporte

Diretor jurídico do Vitória celebra triunfo na Corte Arbitral do Esporte
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Um final feliz para o Vitória. Foi assim o desfecho da “novela Victor Ramos”. Com fortes ingredientes de dramalhão mexicano, o caso foi encerrado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) na manhã desta quinta-feira (6). O tribunal considerou que não tem jurisprudência para analisar o processo. Desta forma, todas as instâncias da Justiça Desportiva se esgotaram e o Internacional foi condenado a pagar as custas processuais e terá que disputar a Série B. O Colorado acusou o zagueiro de ter atuado irregularmente no Campeonato Brasileiro do ano passado, quando defendia o Rubro-negro baiano. Dentro de campo, o Inter acabou rebaixado e pretendia escapar da degola com a ação na CAS. Augusto Vasconcelos, diretor jurídico do Vitória, comemorou o triunfo na corte sediada na Suíça. “O tribunal confirmou o Vitória na Série A e decidiu que não jurisdição do tribunal e que o pedido do Inter foi indeferido. Consideramos que é uma grande vitória, pois assegura a permanência do Leão na Série A e faz valer o resultado dentro de campo. Permanecemos na Série A em campo e agora confirmamos nossa permanência no tribunal”, celebrou Vasconcelos.  por Glauber Guerra

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.