Sem Comentarios

Armas brancas e celulares são apreendidos no Conjunto Penal de Paulo Afonso

Na última sexta-feira (27), agentes penitenciários interceptaram maconha e cachaça que foram arremessadas para dentro do Conjunto Penal de Paulo Afonso (CPPA). Um dia após, no sábado (28), os servidores realizaram uma revista nas celas da unidade e apreenderam diversas armas brancas, aparelhos celulares e carregadores de celular, além de outros objetos não permitidos.
Durante a revista foram encontrados: 26 aparelhos celulares, 13 carregadores, cinco facas artesanais, quatro chunchus, cachimbos e cartão de memória. Segundo o Sindicato de Servidores Penitenciários da Bahia (Sinspeb), existe dificuldade na apuração das práticas, para que sejam responsabilizadas desde as pessoas que arremessam os materiais não permitidos e ilícitos, até os internos que são os destinatários. A diretoria da unidade teria proibido a descrição dos objetos apreendidos no relatório, referente as últimas ocorrências no CPPA.
A reportagem do Bocão News entrou em contato com o núcleo de comunicação da Secretaria de Administração Penitenciária e Ressocialização (Seap) e foi informada que a proibição de relatar materiais apreendidos no relatório não procede. Leia a íntegra da nota: 
Em relação à apreensão de materiais não permitidos dentro do Conjunto Penal de Paulo Afonso a Seap informa que a denúncia feita não procede. A direção da unidade desenvolveu o relatório e, em seguida encaminhou para a Superintendência de Gestão Prisional da Seap. Na operação foram encontrados: 26 celulares, 09 facas artesanais, 07 baterias de celular, 38 carregadores de celulares, 01 pen-drive, e 04 cartões de memória.  

Por Tony Silva | Fotos: Reprodução

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.