Sem Comentarios

Promotor nega agressão à enfermeira em Hospital de Juazeiro

Promotor nega agressão à enfermeira em Hospital de Juazeiro
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

O promotor de Justiça Rafael Santos Rocha negou ter agredido e sacado uma arma contra a enfermeira Cristine Coelho. Por meio de uma nota de esclarecimento do Ministério Público da Bahia (MP-BA), o promotor afirmou que tratou "com urbanidade e total respeito" os profissionais de saúde do hospital de Juazeiro. Ele relata que foi impedido de verificar o boletim médico, e que mesmo com a presença de familiares da paciente teve o acesso foi negado. Com isso, Rocha explicou que a enfermeira poderia ser acusada de cometer crime de desobediência e, com a insistência, o promotor solicitou a presença da Polícia Militar, com a prisão da enfermeira "especialmente por se tratar de situação urgente envolvendo pessoa internada em UTI". (Confira a matéria).


por Júlia Vigné

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.