Sem Comentarios

Juíza decreta prisão de dirigente da Central Nacional Unimed por descumprir decisão

Juíza decreta prisão de dirigente da Central Nacional Unimed por descumprir decisão
Foto: Divulgação / Unimed

A juíza Lívia de Melo Barbosa, da 1ª Vara do Sistema dos Juizados Especiais do Consumidor (1ª VSJE) de Salvador, decretou nesta quinta-feira (20) a prisão de um diretor da operadora de planos de saúde Central Nacional Unimed por descumprimento de decisão judicial. O despacho não identifica qual seria este gestor, apenas determinando que a medida seja aplicada contra quem esteja ocupando a direção da empresa. A decisão faz parte de um processo movido por Marilson Prazeres da Silva contra a Central Nacional Unimed e a Nunes Grossi Administradora de Benefícios e Serviços LTDA. As empresas são acusadas de não fornecer o serviço contratado por Marilson, que possui dislplasia cortical, doença considerada grave. No despacho, a juíza afirma que a empresa vem adotando “posturas inadequadas” em relação à Justiça. “Ocorreram reiterados descumprimentos que foram informados e foram adotadas diversas medidas coercitiva de forma cautelosa e gradativa. Mesmo assim. a ré não deu a menor importância, deixando transparecer estar acima da lei”, afirmou a juíza.  por Cláudia Cardozo / Bruno Luiz

Qualquer comentário com xingamentos palavras racistas será automaticamente excluído por nossa equipe. Agradecemos a Compreensão e o Respeito.